Kan e Li

 

Após se desenvolver no Caminho da Água (Yi Jin Jing), no Caminho do Fogo (Xi Sui Jing), no Caminho Espontâneo (Zi Fa DongGong), terminar de limpar os vasos maravilhosos (canais de energia divina no corpo) e abrir o centro de energia do corpo, a luz divina e o coração divino na prática de Fusão dos 5 elementos, é hora de aprender a gerar vapor dentro do corpo e unir o Fogo (Li) e a Água (Kan).

Esta meditação taoista é o processo de refinar e desenvolver os chamados de San Bao, os três tesouros (Jing - essência, Chi ou Qi - força vital e Shen - força espiritual). De acordo com os livros do "Selamento da força Trina" - Cantong Qi de Wei Boyang, o cultivo e desenvolvimento dessas três forças seria a base para a fusão cósmica e imortalidade da consciência. Nesse livro, o mesmo processo é utilizado para explicar como se cria a pólvora, foi o primeiro tratado escrito acerca desses temas e é considerado o primeiro tratado especificando métodos de Nei Dan - Alquimia interna.

 

A meditação de Kan e Li se divide em três rodas ou três partes diferentes:

 

  • Alquimia do Jing/Ching (essência, sêmen e menstruação) e Transmutação dos desejos (Alquimia sexual e fusão do amor e do desejo) - esse processo gera Yuan Jing - o refinamento máximo da força essencial

 

  • Alquimia do Qi/Chi (Força Vital) e transformação das emoções (Alquimia do Sol e da Lua, que sustentam a vida na Terra) - este processo gera Yuan Qi - o refinamento máximo da força vital

 

  • Alquimia do Shen (Força espiritual) e transformação da consciência divina primordial. (Alquimia das estrelas) - este processo gera Yuan Shen - o refinamento máximo da força espiritual.

 

Essas são as três rodas de Kan e Li e são utilizadas para tornar o corpo pleno dos três tesouros e refina-os até serem capazes de retornarem a sua origem. Quando as três forças são plenas diz-se que as "Três Flores Atingem o Topo.

 

De acordo com os ensinamentos secretos do clássico "Urna secreta da Claridade de Jade" transmitido por Qiu ChuJi quando o Jing (essência) é pleno não se precisa descansar.

Quando o Qi (energia vital) é pleno não se precisa comer.

Quando o Shen (energia espiritual) é pleno não se precisa dormir.

 

Tradicionalmente, no início do treino da segunda roda que refina o Qi em Shen se iniciam os treinos de Bigu (liberação da alimentação física) com um Jejum de 21 dias (preferencialmente sem ou com pouca água também), após esse treino, se pode aprender sobre como refinar a força vital e a força espiritual (Qi e Shen).

 

Outro fator importante é que junto a esse processo, os giros também começam a trabalhar aspectos internos:

 

  • O Primeiro Kan e Li refina a força da nossa vida presente.

 

  • O segundo Kan e Li refina a força dos nossos antepassados.

 

  • O terceiro Kan e Li refina as nossas vidas passadas.

 

Com esses três processos é possível regenerar os três tesouros, e se a pessoa estiver muito debilitada é possível fazer essa regeneração durante o ato sexual com outro praticante de alquimia interna, isso é muito presente nas tradições do Oeste e as vezes do Leste da China no que tange alquimia taoista, já os cultivos das tradições norte e Sul tendem a dar prioridade para um cultivo individual. A tradição Jiulong pensa esse processo como um recurso possível para pessoas muito debilitadas, mas o nosso cultivo via de regra é individual.

 

Com os três tesouros plenos temos completo o processo do "Remédio interior", o "chumbo" que vai ser cozido na meditação do Vazio, o Cultivando a Tranquilidade (que pode ser iniciada desde o início do sistema), e posteriormente a Flor de Ouro para gerar o mercúrio (Fogo do espírito), a pílula dourada, isso troca os processos de Kan e Li (água e fogo) por Qian e Kun (Céu e Terra).

 

Quando a primeira Roda D´água gira e carrega consigo a pílula, forma-se então o Feto imortal, e os cultivos dos grandes imortais começa a se processar, assim a luz divina pode se estabilizar e brilhar no nosso interior, fecundando a força divina que todo ser vivente possui.

 

Esta situação acontece em meditação profunda, não pode ser provocada ou controlada por visualizações ou exercícios físicos, é um processo fisiológico e natural, acontece no chamado "Wu Wei" - o "Não Fazer", e envolve elementos que não possuem forma, dando "nascimento ao feto imortal á partir do Vazio Original", mas isto ainda não é o Tao.